Do sonho, à realidade!

Verdade é uma só: eu não tenho lá muito tempo de ficar relembrando minha época de tentante e as vezes, me esqueço parcialmente até de detalhes da gravidez.
Mas esses dias andei lendo blogs fofos de algumas tentantes.
Lembrei de mim. De como eu sonhei. Dos meus medos. De como eu mudei!

Lendo a “angustia” e a ansiedade de muitas meninas, olhei pro meu lado e vi a Anna Laura.
Comecei a pensar, lembrar, (re)sonhar. Como era gostoso imaginar a minha pequena, e hj ela ta aqui né. Fruto de um sonho MESMO.
Eu, qdo grávida, ouvia muito a pergunta: “foi planejado?”.
Eu automaticamente respondia: “não, essa gravidez não foi planejada não. FOI SONHADA…”
E foi mesmo.
Planejamos tudo sim, como td q fazemos na nossa vida a dois.
Fizemos contas, refizemos contas, pensamos, planejamos, SONHAMOS.
Pronto. Começamos a sonhar qdo paramos de planejar.
Planejar é muito frio, calculista. Passamos a sonhar, imaginar a pequena (ou pequeno, não tinhamos preferencia, mesmo!), como seria, se seria loira, morena, olhos claros…
Começamos a imaginar uma mistura de nós dois correndo pela casa, chorando, mamando. Imaginamos o quarto antes mesmo dele existir!

Daí eu volto lááá em Junho de 2009 q foi qdo começamos a sonhar e penso, putz, como td valeu a pena.
Passamos longos 10 meses tentando. Alguns vários testes de sangue e de xixi negativos, frustrações, lágrimas (minhas sempre!), até uma breve desistência.
Não nasci pra ser mãe“, eu pensava, CANSADA de esperar.
Tentava me conformar com a ideia de q isso não era pra mim…

Sempre fui meio engoísta. Nunca gostei de abrir mão do meu mundinho, por nada, por ng. Puxa, como eu mudei!
Por ela, abro mão de tudo, muito mais do q já abri até hj.
Deixei de dormir bem, confortável, de comer direito, de tomar banho decente, de sair, de conversar e até namorar o marido. Abri mão da minha vida profissional, abri mão daquela vaidade toda, abri mão, abri mão, abri mão!
Cada dia, uma nova renúncia.
Qdo, eu como tentante, iria imaginar isso? NUNCA.


Hj o meu mundo gira em torno dela. Eu só falo dela, só penso nela, só quero ela.
Engraçado.


Olho pro meu lado e vejo a minha virada de cabeça pra baixo.
Porra, mas é tão bom!
Sou tão feliz.
Cada dia um pouco mais.
Aquele sonho, q começamos idealizar numa noite gelada de Junho, tá aqui do meu lado, berrando no momento (rsrsrs), transformando cada segundo da minha vida.
Todo dia eu acordo sem saber como o dia vai ser e vou deitar sem saber qtas horas vou dormir.
Mas uma coisa é certa: EU SOU GRATA A TUDO ISSO!


Faço TUDO pela Anna. Mato, morro, q seja!
Ela é o meu centro, meu ponto de equilíbrio.
Ela é o sorriso q teima em se esconder atrás de um mau humor.
Ela é a minha vida. É pra quem eu corro e agarro qdo estou prestes a explodir.
Pronto, é o abraço minusculo e desajeitado dela, q me faz perceber o quanto as coisas valem a pena!

Sem a menor sombra de dúvidas, eu aprendo muito mais com a Anna do q ela comigo.
Depois q ela nasceu, eu cresci muito minhagente…MUITO!
Deixei pra trás coisas mesquinhas, pequenisses…
Não me importo tanto com o q os outros pensam ou falam de mim!
Agora, não fale mal dela! rs (e quem ousa né???? rs)


Portanto, olhando pra trás, olhando ela aqui ao meu lado, sorrindo, chorando, q seja, eu percebo qto valeu a pena SONHAR. Qto valeu a pena cair de boca (oi?) nesse sonho todo, sem medo, sem barreiras.


Vc q ainda tenta engravidar, viva as voltas com ciclos, tabelinhas, temperatura, ansiedade, decepções….viva tudo isso com intensidade, pq daqui a pouco seu bebê estará aqui e vc vai ver o quão mágico é olhar pra trás e ver q vc teve coragem e determinação e se tornou a mãe MAIS FELIZ DO MUNDO!


Aponta pra fé e rema! ;)






Translate »

Receba nossas novidades no seu email!!!

Receba nossas novidades no seu email!!!

Se você gostaria de ser sempre informado sobre as nossas últimas novidades, basta preencher o formulário com seu nome e email.Obrigada pela sua visita!!!