Os terríveis 2 anos? Será? Post desabafo!

Ah as terríveis fases!
Anna tá, de longe, numa das piores fases acho q da vida de uma criança!

Não q a Anna Laura seja uma criança exemplar e calma, nunca foi, isso desde q nasceu, mas ela está terrível!
Ando me estressando e chorando muito ultimamente!

Trocar a fralda: Bom, como estamos no meio do processo de desfralde, pôr e tirar a fralda está virando quase um sacrifício pra mim. E pra Anna pelo jeito, tamanho o escândalo q ela faz nesse momento. O escândalo é dos males o menor…ela sai correndo e eu simplesmente ñ consigo “resgatar” a pequena. Ela se esconde, me bate, se joga no chão, faz o diabo a quatro, tudo, pra não se vestir.
O barato dela é ficar nua em pelo, correndo pela casa.
Ela ta odiando as fraldas, mas isso eu até entendo. Ela ta ficando bem menos de fralda durante o dia na escola, e em casa, por preguiça pura dessa q vos escreve, eu coloco fralda nela e ela odeia.
Ok, consegui colocar, depois de quase 1 hora nesse processo. (sim, demora tudo isso!).
Passa 10 minutos ela se arrancou TUDO já. Qdo eu olho, Anna Laura está pelada. Sem roupa, sem fralda, sem nada! Isso pode estar 10 graus lá fora, pra ela isso não importa! 
E eu aqui piro…brigo, me estresso, fico extremamente nervosa!
Chego muitas vezes a chorar compulsivamente por não conseguir lidar com isso.
Sabe frustração?
Me sinto assim muitas vezes.
Onde eu erro tanto?
Não sei. Só sei q isso só pode ser culpa minha e se não é de fato, a Anna joga em mim…

Egoísmo: Ok, todos nós sabemos q criança ser egoísta é normal. É mesmo, desde q isso não atrapalhe a convivência harmoniosa entre as pessoas e é isso q tá rolando por aqui.
Anna Laura está/é extremamente egoísta com tudo. Não só com as coisinhas dela não, com as dela, com as minhas, as do pai, da avó, da prima, do cachorro do vizinho da minha tia. Ela acha q TUDO é dela e ai de quem se atrever a encostar a mão. PORRADA. 
Ela bate mesmo. Temos q separá-la da minha sobrinha e do meu cunhado de 7 anos. Ela estapeia todo mundo. “é meu, é meu, é meu”, por aqui esse é o som da balada da Anna Laura!
Tento conversar, mostrar, falar.
Em vão. Eu começo a falar, ela pára, ouve, finge q tá super entendendo e de repente, me olha com olhar sarcástico e ploft, cospe em mim, ou me dá aquele tapão na fuça e ainda me fala “é da nenê mamãe”.
Mais uma vez, a minha cara de tacho prevalece, q nem bronca eu consigo dar. 
Fico triste, me acho a pior mãe do mundo inteiro, viro as costas e a vencedora é ela.
Erradíssimo eu sei, mas eu juro q meu nível de paciência está chegando a ZERO. 

Rejeição: Assunto complicado pra eu falar aqui.
Domingo desabei a chorar no carro conversando com meu marido sobre isso.
Anna Laura me rejeita.
Tb não sei se é fase, q diabo é isso, mas há uma rejeição nítida e não sou só eu que percebo isso. O q é mais triste ainda, melhor se fosse coisa da minha cabeça só! Mas não é!
Vejo bebês/crianças super grudinhos com as mães e me borro as calças de invejinha branca. Anna nem de longe é grudada comigo!
E a coisa tá numa vibe beeeem contrária ultimamente!
Ela não quer q eu faça mais nada por ela.
Ela sempre quer q as outras pessoas (pai, avó, madrinha, tia, desconhecidos) façam, menos eu!
Exemplos…
Banho só com o pai. Ai de mim se atrapalho isso!
Ela só quer banho com ele. Ele tadinho, é um amor em pessoa e tem toda a paciência do mundo com ela. Dá banho TODO dia nela. Eu sou mera coadjuvante, q olha, admira, as vezes tira umas fotinhos e pronto. Não posso tocá-la de jeito nenhum nessa hora.
Sempre, sempre, sempre acabamos o banho brigando, eu e ela.
Pq além do banho ela quer q ele a troque, mas nem sempre isso é possível…ela vira bicho! 
Mamadeira. SOZINHA. Não posso mexer no tetê dela. Eu respeito, mas sinto saudade do tempo em q ela dependia de mim pra isso. Sofro.
Anna pega no sono sozinha. 
Fazemos assim todo dia (já contei q eu sou FISSURADA em rotina né? Então…rs): Ela toma banho, vai pra sala só com a TV ligada, pega o tetê, deita no sofá, mama e dorme. Adora a abertura da novela das 9, as vezes se levanta, dá uma dançadinha e tudo.
Mas ela só quer dormir com a cabeça nas pernas do pai!
Ela se deita nele, e dorme.
Eu não sou nem louca de tirá-la de lá!
Ou seja, dormir, só com o pai!
Também.
Outro dia, numa lanchonete com minha irmã e cunhado e um casal de amigos q vemos bem pouco, Anna não queria ficar comigo de jeito nenhum, só com a moça q ela viu 2, 3 vezes. Me mandava sair de perto, chorava se eu tentava pegar na mão dela, não queria. Abriu o berreiro pq eu tentei tirá-la na piscina de bolinha. Ela queria q a moça fizesse e não eu!
Fiquei MUITO triste!
Mas não demonstro. Nem pra ela e nem pra ng!
Acho feio isso de mendigar carinho!
Não quer, não dê! Paciência!
Mesmo qdo o assunto é a pessoa q eu mais amo no mundo, q é ela!
Me conformo com uns beijinhos raros q ela me dá, um abraço aqui e outro ali!

Pausa: Anna é uma criança bem carinhosa, não é a mais carinhosa e meiga q eu conheço, mas é. Dá beijinho sempre, adora abraço, essas coisas. Despausa

E daí esse post desabafo sobre essa fase (q seja só uma fase mesmo,oremos!).
Precisava expor o q eu sinto!

Não sou uma mãe ausente, muito pelo contrário, estou presente na vida da Anna em todos os momentos dela.
Sento, brinco, converso, agarro, digo q amo, to ali ao lado dela sempre e ela sabe disso.
Talvez ela esteja me testando pra ver até onde eu vou. Isso é natural na idade dela (sim, li MUITO sobre isso!). Sei q crianças testam os pais o tempo todo…mas olha, se ela tá fazendo isso, ela ta ganhando!
Pq eu…ah eu to um caco ultimamente!

Ando chateada, magoada, frustrada como mãe!
Sei q ela me ama. Isso é óbvio. Mas sei q ela tá me querendo longe, por enquanto!
Existe uma explicação pra isso? Não sei. Já procurei muito sobre isso na internet e não achei muita coisa plausível não.
Sobre todos os assuntos, a única coisa q a internet me dá é sobre os tais terrible twos! Mas sei lá se acredito nisso.
Mas quero acreditar, pq só isso explica!


Bom, desabafei…kkkkk
Pra quem chegou aqui, obrigada!
Sua opinião e pitaco é super bem vindo, mas se identifique ok? rsrsrs

Beijos!




21 Comentários

  1. says:

    caraca, para tudo de novo!!!
    To querendo postar faz tempo, mas a coisa aqui no trabalho tá uma loucura.
    Dudu está demais… aneontem tive vontade de esganá-lo, mas apenas falei serio olhando nos olhos e coloquei de castigo, mas ele ri na minha cara, me bate, se joga e mexe em tudo que não pode.
    Ahhhhh… ia esquecendo… só me chama de tia…afff!!! Sofro calada, pois ainda não tive coragem nem vontade de postar sobre isso no meu blog, meu filho que eu tanto amo, e você sabe como sou intensa e atenciosa com ele só me chaa de tia.
    É amiga, que seja uma fase e que passe logo!!!
    Beijos!!!

  2. Anonymous says:

    Meu Deus amiga, que fase hein??
    Tomara que passe logo, não sei se saberia lidar!!

    Tenha muita paciência e sabedoria!!

    Beijos

    Nayara Jacob

  3. Angel says:

    Ai amiga…sabe que eu tenho medo desse tal terrible twos, ainda mais que a Lulu é super arisca…kkk…mas acho que vc tá agindo da melhor forma nesse caso…tentar forçar ela a te beijar, abraçar…ou ficar “mendigando carinho” ainda mais na frente dos outros, não é a melhor coisa a se fazer mesmo….
    Sem dúvida NENHUMA que vc é super mega ultra presente e faz tudo com muito amor e carinho pra ela…Tem muito mais paciência que muita gente( inclusive eu!rs) e a culpa jamais será sua por isso…pq é uma fase mesmos…como vc leu…como eu tb já lí sobre isso…
    O remédio é o eterno exercício da paciência sempre né???e rezar pra que isso passe bem rápido@!

    Bjs…

  4. Kaah e Lipeeh says:

    ” Socoroooooo Super Nanny “

    • Lembrei de um garotinho que passou na super Nanny dia desses , ele é IDÊNTICO a Ana kkk’
    • Se eu fosse vc chamava ela kkk’ //Brincadeira flor nem sô mãe e to dando pitaco rsrs //

    Bjos

  5. Mãe de três says:

    Oi, Than, é só uma fase sim, as vezes dura mais , as vezes menos, Bj até hoje tem dias que não quer saber de mim, nada de beijo e de abraço, e eu ignoro, na hora que ele quer se chegar, ele vem e recebe todo meu carinho, mas não vale a pena mendigar mesmo. Quanto a bater e cuspir e reinar, eu acho que devo ser uma mãe muito ruim, porque os meus não fazem isso não, agora não sei se por medo ou respeito, eis a minha duvida.
    Estou orando por você e que essa fase passe logo, um beijo em vcs suas lindas!!! Cynthia

  6. Nossa Princesinha Yasmin says:

    Que vontade de morder a Laura nessa foto, cara de sapeca mesmo!

    Bom isso da Anna te rejeitar com certeza é pirraça para te testar, ela te ama muito e isso logo vai passar!

    Quanto as sapequices você já tentou aquele método da Super Nani de colocar as plaquinhas do que ela não pode fazer e se fizer colocar no cantinho da disciplina??? Bom não estou na sua casa e não posso dar muito pitaco é só minha opinião viu, mas acho que você não está sendo firme o suficiente com ela, sei que é difícil que essas coisas esgotam e acabam com a gente mas procure ser mais firme e mostrar para ela que quem manda é você, espero que tudo se resolva logo aí!

    Beijinhos

  7. Natinha says:

    É fase simmmgi tb tem dois anos e tem dia que me ama de montão e tem dias que tudo: MAMÃE NÃO!
    Acho que vc está certa em não demonstrar frutação.. esse danadinhos sacam tudo.
    Uma coisa de tapa que funcionou comigo (se bem que ainda existem os surtos de estapeamento) foi que quando ela me bate, eu pego a mão dela calma (mesmo bemmm triste e nervosa, passo no meu rosto e falo: carinho, a mamãe te ama!.. na hora ela continua estribenta mas depois se acalma… tem vezes que ela levanta a mão para bater e eu falo: olha, carinho, heib? e ela desiste….
    Essas coisas de psicologia que a gente vive trabalhando!!! kkkkkkk
    bjooooo

  8. Anonymous says:

    Than, que fase (sim, eu li tudo rs)!!
    Olha, como você sabe eu não sou mãe, então o que vou falar é tudo o que eu achooo, mais só acho porque não tenho experiência, tentei me colocar no seu lugar, me imaginei nessa situação e deve estar sendo dificil, vou falar olhando de fora, então se quiser ignorar, ok! Rsrs
    Acho que em relação ao desfralde por ela já estar se adaptando em não ficar de fralda na creche (como vc citou), ela não quer mais colocar em casa, acho que você devia se esforçar para deixar ela de calcinha e dar continuidade ao desfralde até o fim, porque como na creche ela fica sem, é normal que ela não queira, acho que ela está se saindo super bem, normalmente as crianças reagem o contrário, algumas tem dificuldade de largar as fraldas etc, mais ela ‘largou’ mesmo, não quer mais e acho isso otimo, vamos valorizar isso, pois por mais que no começo pode acabar escapando algum xixi, ela vai se acostumar e ficar livre das fraldas por completo! (Ai vc só colocaria para dormir, ou o pai, ou na marra! …)
    (é só minha visão de fora, ok? só achismo… rs)
    Acho que em relação ao egoísmo, é sim normal pela fase, por ser criança, mais é nessa idade que você tem que começar a colocar limites, falar, explicar e colocar de castigo até (tipo super nanny – tenho uma amiga que estava passando por isso, e quando a filha aprontava, dava xilique etc, ela colocava ela pra ‘pensar’, no banquinho – pode parecer cruel, ela disse que morria de dó, mais a menina mudou, não bate mais, não faz birra, esta super boazinha etc)
    Nessa idade eles querem sim testar os pais rs Sabem que tem as coisas no choro, na birra, na manha, sabem que tem as coisas assim (não sabeeem, percebem) e abusam disso! Mais é nesse momento tmb que precisa tentar ensinar as coisas, não deixar fazer tudo o que quer mesmo, mesmo que soe ruim e seja dificil (a mae sofre mais que a criança), mais castigar (de leve) se precisar, sentar e falar, não deixar a criança só pq é criança fazer tudo o que quer …
    (Tmb é o que ACHO ta rs)
    Sobre rejeição não sei o que dizer rs Essa minha amiga que citei, me dizia o mesmo, que a filha amava o pai, queria que ele fizesse ‘tete’, que colocasse pra dormir, chamava o pai de madrugada e não ligava pra ela, ela sofreu com isso tmb! Mais não sei se foi a fase ou o ‘castigo’ que colocou a menina na linha rs Sei que ela está com quase 03 anos e é a criança que sempre foi, carinhosa, esperta e tudo mais, só que agora sem birras, respeita e é apaixonada pela mãe.
    Não sei se acredita, mais leia na net sobre a ‘fase anal’ em psicologia (nome feio, mais explica algumas coisas)..
    Enfim, falei (um textooo!) o que eu acho, sem experiência, sem filhos etc, mais quem sabe te ajude em alguma coisa? Achei que podia, então falei!
    Mega Beijo
    E um cheiroo nessa lindona!

    Ale Ribeiro

  9. Dani Rabelo says:

    Thania, tudo o que posso falar, do alto do 1 ano e quase 10 meses da Laura, é que é uma fase sim. Não sei quanto tempo demora a passar (e esta hora entra toda a fé que vc tiver no mundo), mas passa. O que eu acho, honestamente, é que os pais têm que ser ativos, têm que dar bronca, têm que forçar a fazer a coisa, sim. Não digo que vc não faça, mas de repente vc está ficando chateada (com razão) e essa dor pode te paralisar na hora errada. Todo mundo pode chorar, ficar chateada, eu mesma já desabei inúmeras vezes sozinha, no chuveiro, na cama com o marido, … mas para a Laura, eu sou a mãe dela e tenho que ser mais forte do que ela. Esta é a minha opinião e não estou julgando o seu comportamento de forma alguma, pq não posso te conhecer apenas por um ou outro post.
    De qualquer forma, quando ela fizer algo como bater, xingar, cuspir, a bronca, castigo, o tapa (eu dou tapa na mão da Laura e funciona bem, só dou beeeem de vez em quando, mas quando é necessário, quando ultrapassa o limite do desrespeito ou do comportamento errado?) na mão… é nessa hora. A criança não sabe que a bronca/o castigo/o tapa que vierem depois serve para educar. Tem que ser na hora. Laura uma vez bateu no meu rosto e na hora eu bati na mão dela. Forte. Ela chorou, eu quis chorar, mas me segurei. Ela viu que doeu e nunca mais bateu. Quando ela fazia menção de bater eu já falava “quer levar outro tapa na mão, Laura??” bem brava e ela mudava o rumo… o castigo tbm sempre veio na sequência, aonde for: em casa, na casa dos avós, na rua… castigo, tapa na mão, bronca… sempre. Sempre. Sempre. Nossa função, como pais, é educar, e, especialmente, nesses momentos mais difíceis, nós é quem temos que ter o poder, o domínio da situação. Não é sempre, é claro, somos humanos… entendo sim. Mas a maioria das vezes, a grande maioria das vezes, nós é quem temos que mandar, que segurar, que ordenar.
    A minha Laura, se deixar, demora 1 hora para trocar a fralda e tem dias que ela nem quer fralda. Mas eu seguro com uma mão, puxo a perna com a outra, seguro a barriga com uma mão, coloco a fralda com a outra e falo sério, bem sério, bem brava que vou trocar a fralda e que depois ela vai brincar. Se eu não tiver o controle, quem terá??

    Espero ter ajudado de alguma forma e não me entenda mal, por favor. Não estou te julgando e não sei como vc age em todas as vezes em que tudo acontece. O meu conselho é ser firme. De coração.

    Quanto à rejeição, tem uma amiga, a Luciana, do Nicolandoporai (tá no meu blog roll) que acabou de escrever sobre isso… quem sabe ela te ajude de alguma forma…

    Beijos grandes, espero que o tempo passe rápido por aqui! =)

  10. Patricia says:

    Ai ai parece que vc lê os nossos pensamentos… pois é amiga, por aqui a coisa também anda assim, e para completar ainda temos o Calebe que acabou de chegar completa 2 semanas hj. Ele nao está com ciumes dele, graças a Deus, mas quer pegar, apertar, puxar, enfiar o dedo no olho… etc, por isso temos que ficar 24hs ligadas.
    Por outro lado temos que corrigí-lo pois está na fase de querer medir forças e fazer tudo para chamar atenção, mas daí também temos que dosar pois se formos brigar por tudo ficaremos o dia inteiro assim. No final do dia estou exausta, mesmo tendo a ajuda do marido e da minha mãe.
    O que me conforta é ouvir das pessoas que isso tudo é fase e que vai passar… ai ai tomara que passe bem rápido.
    Um grande beijo
    Patricia, André, Miguel e Calebe

  11. Dany says:

    OI, bom, deixa eu me identificar primeiro… lia seu blog antes.. e cheguei até a escrever p/ vc (moro em NY e sou da mooca, lembra?) depois, sumi do mundo “blogs” e agora voltei… achei vc de novo aqui… olha, tenho um menino que acabou de completar 5 e uma menina de 5 meses… e essa fase dos dois anos realmente é de tirar a paciência!!! lendo o que vc escreveu, eu daria o seguinte “pitaco” (se me permite).. tente ter mais paciência, tire bem lá do fundo… tente fazer dos momentos com ela, os mais agradáveis p/ ambas.. mas, ao mesmo tempo seja firme, e mostre a ela que você que manda no pedaço.. não permita que ela te bata, cuspa, etc.. dá bronca, põe de castigo, quantas vezes forem necessárias… e essa paciência que te falei, é sentar p/ ver um desenho… ficar perto dela sem dar bronca ou brigar pelos motivos de sempre.. o desfralde é uma fase complicada, e quem está se estressando mais é vc.. uma coisa que sempre me disseram em relação a isso, é para sempre ser consistente.. se começou, não pare.. se ela já está sem fralda durante vários períodos, tente vencer sua preguiça e deixe ela sem o mais tempo possível, pois se não a cabeça dela vai ficar confusa com isso.. olha, não estou aqui p/ te julgar.. muito pelo contrário… vico em NY sozinha, sem familia por perto.. e só eu sei quando bate esses momentos de deprê como as coisas ficam complicadas… mas, lembre-se de que se vc não estiver bem, ela também não vai estar… é uma cadeia…
    se quiser me escrever, podemos ir trocando emails de desabafos, experiências, e tudo mais!!!
    danielly.galdieri@gmail.com
    beijoooo
    Dany

  12. Andrea Fregnani says:

    Oi, Than, lendo seu relato sobre a rejeição me lembrou um caso que prsenciei, a menina estava quase fazendo 2 anos e passou a rejeitar a mãe, estava tentando chamar a atenção da mãe, eu lembro que na festa de 2 aninhos, e menina veio para o meu colo (Alice tinha acabado de fazer 1 ano) e a mãe chamava e ela ignorava, e eu não sabia o que fazer, a menina fazia isso com todo mundo. Depois de uns meses as duas se acertaram, nesse caso (pq cada um é bem diferente) a mãe estava trabalhando demais mesmo, até final de semana, e precisou parar e ficar alguns meses com a menina.
    Anna quer alguma coisa de vc, pode ter certeza ;) daí vc percebe o tanto que é importante pra ela,
    bjs

  13. Isabela says:

    Oi Than,
    É, os Terrible Two já passaram por aqui…isso passa viu.
    Também já chorei muuuito por não conseguir controlar a Nina, principalmente em lugares públicos…
    super beijo

  14. Karina says:

    Super nanny na criança, meu filho tem 6 anos agora, e essa fase é Foda mesmo, mas o cantinho d disciplina FUNCIONA!!!
    Da MUITO trabalho mas vc tem que ser firme, a criança sempre vai te testar pra ver até onde vc chega, s vc ficar firme e se impor ela vai saber que quem manda é vc e não ela, boa sorte com sua pequena

  15. Flávia says:

    Olá! Minha filha faz exatamente o que vc descreveu. Basta ficar uma horinha com uma pessoa mais atenciosa que já não quer vir comigo, me rejeita mesmooo!Me sinto péssima, choro por isso, vejo meus sobrinhos super grudados nas minhas cunhadas. Se nesse tempo desde que postou seu comentário algo mudou, me conte, pq já pensei até em levar a terapia.
    Abço!
    Obrigada!

  16. Andressa says:

    Me identifiquei com tudo o que escreveu. Meu filho de 1 ano e 8 meses me rejeita muito. Só quer o pai. Ou outro qualquer. Menos EU. Todo mundo percebe. E olha que eu sou mega carinhosa e dedicada com ele. Estou depressiva por conta disso. É apenas uma fase mesmo? Hoje em dia ela está mais próxima de vc? Sinto que preciso de ajuda!

  17. Andressa says:

    Me identifiquei com tudo o que escreveu. Meu filho de 1 ano e 8 meses me rejeita muito. Só quer o pai. Ou outro qualquer. Menos EU. Todo mundo percebe. E olha que eu sou mega carinhosa e dedicada com ele. Estou depressiva por conta disso. É apenas uma fase mesmo? Hoje em dia ela está mais próxima de vc? Sinto que preciso de ajuda!

Deixe uma resposta