Confusão de sentimentos…

E hj estamos no 4º dia de creche.
Ontem acabou a adaptação, e hj a Anna ficará até as 17:00.
Nos 3 primeiros dias ela chorou forte, e meu coração parecia q ia sair pela boca, mas eu não chorei junto, até ontem. Ontem saí da creche pagando o maior mico da minha vida…aos prantos e sendo consolada por uma mãe q eu nunca vi na vida. Entrei no carro e achei q eu não ia nem conseguir ligá-lo. Juro q eu não sei como cheguei em casa. Liguei pro marido aos prantos e ele me acalmou “é o melhor pra ela…”, ele repetia tentando me fazer parar de chorar.
E essa frase ecoou na minha cabeça o dia todo, a noite e acordei com ela ainda martelando aqui dentro. “o melhor pra ela”.
Daí começou uma guerra dentro de mim sem fim.
É o melhor pra ela, é o necessário, é o q tem q ser feito, é o melhor pra mim….meu Deus, e se eu estiver sendo egoísta???????? Pensando “somente em mim” pq eu preciso trabalhar, pq eu quero trabalhar….mas e ela nesse reboliço todo? E os sentimentos da minha filha? Será q ela ta entendendo isso de “melhor pra ela”? Duvido.
Pra ela, o melhor é ficar em casa, comigo, comendo da minha comida, dormindo comigo a tarde deitada na cama e de mãos dadas comigo. Isso é a vida pra ela. Colocá-a diante de percalços assim, já desde pequena, sei lá. Me bateu um medo, um certo arrependimento, uma vontade louca de dar a volta no quarteirão e ir buscá-la. Me deu vontade, mas não posso.
De repente os meus medos e a minha insegurança nem são os mesmos medos dela e nem a insegurança dela. 
Eu não to conseguindo separar meus pensamentos  dos possíveis sentimentos e pensamentos da Anna Laura. To misturando tudo e agora eu agoniada, fico pensando q ela tb tá sentindo isso. Mas eu não posso ter certeza q sim e nem q não! Por isso continuo seguindo confusa pra kct!
Em 4 dias de creche eu já chorei, me desesperei, me arrependi, senti uma culpa sem fim, me senti tranquila, feliz, calma….ufa! É muita coisa pra uma única pessoa.


Sejam sinceras, como sempre vcs foram:
Vcs acham q eu estou sendo egoísta deixando a Anna na creche?
Eu tenho ouvido de tudo por aí. Ouvi q eu to certa, q eu to errada, ouvi relatos de filhos de choraram 3 dias, e outros q choraram anos…ouvi mães dizendo q tiraram os filhos da escola por isso…ouço de tudo, e fico cada dia mais insegura.
Será q isso, essa experiência, vai traumatizá-la de alguma forma?
Eu particularmente acho q não…mas sei lá, eu nunca estudei pra isso né, pra conhecer a fundo os sentimentos dos seres humanos, e em q momento da vida, os traumas começam!


Enfim…melodramática ou não, eu to com a minha cabeça a mil!
Até ontem, eu fui buscá-la as 11 da manhã e a tarde toda ficamos juntas. Hj será diferente. Passarei a tarde sozinha…e só de pensar…ah só de pensar eu morro! Juro!


No mais, tenho plena certeza de q em algum momento, a Anna vai se acostumar por inteiro. Afinal, isso tb faz parte do crescimento dela.
Crescer DÓI.
Crescer DÓI.
Crescer DÓI.


Fato.
E ela ta crescendo….


Ufa……..
Vida de mãe: DIFÍCIL PRA KCT! rsrsrsrsrs


Uma fotinho dela, indo pra creche no seu primeiro dia.
Olhem o sorriso…mal sabia ela o q ia acontecer…rsrsrs



Beijos

27 Comentários

  1. Dani says:

    Than, claro que vc não está sendo egoísta, para com isso. A Anna daqui a pouco se acostuma. No ano que vem eu vou colocar a Beatriz na escolinha, eu sei que será difícil assim como está sendo com vc. Acho que também vou chorar…rsrsrsrs!
    Mas também temos que pensar um pouquinho na gente. Se voltar a trabalhar vai ser melhor prá vc, volte sem dor na consciência. Todas sabemos que vc é uma mãe maravilhosa e só quer o melhor prá sua filha. Daqui a pouco tudo entrará nos eixos.
    Bjus!

  2. Kety says:

    Than,

    a Anna é uma menina esperta! ela precisa sim ter contato com amiguinhos, aprender a interagir, a ser feliz, a ter o mundo dela sabe? o começo de tudo é sempre difícil… mas ela tb merece uma mãe feliz em poder trabalhar fora, que se sinta bonita em poder se arrumar, uma mãe que gaste litros com ela pq o $ ta sobrando! rsrsrs
    vai fundo!!

  3. Doce Espera says:

    Menina… Chorei quando li seu comentário…
    Fiquei imaginando a cena… eu ali deitada… toda trabalhada na roupinha verde… e a médica trazendo minha Helena pra mim…
    Sei que ela vai me surpreender…
    Sei que aquele momento vou guardar pra sempre no meu coração… e que ela vai ser MUITO mais do que eu imagino!!!

    Ah… e quanto ao seu post!!! Que coraçãozinho doido hein??? Fica tranquila… seu marido está certo e com certeza é o melhor para ela!! Conviver com outras crianças… aprender coisas novas… criar novos laços… Eu já estou tentando pensar no fim da licença maternidade como o fim do meu quarto trimestre… porque assim que eu começar a trabalhar a bebê vai ter que ir para um berçário e não vai ter jeito… Não sei se quando isso acontece mais cedo doi mais ou doi menos… mas acredito que seja tão difícil quanto!!!
    Bjoes!!!

  4. Mamãe do Otávio says:

    Than, eu vou ser bem sincera! mesmo! e pode me xingar ou nunca mais aceitar meus comentário!
    eu sempre fui assim e acho que sempre vou ser! penso de mais na Anna, nos sentimentos dela de estar se sentindo abandonada! calma! é que pensa comigo, foram mais de 365 dias contigo 24h por dia… e agora 3 dias de adaptação???????
    pensa em ti em um novo trabalho que tu está sendo obrigada a trabalhar tu vai acostumar em 3 dias? e olha que tu é adulta né!
    essas mulheres da creche que inventaram 3 dias de adaptação são loucas!
    minha opinião, desculpa! beijos

  5. says:

    Amigaaaaaa,
    Entendo tudo que vc está sentindo…aff!!! Sei que você confia em mim, me escute… eu sofri demais quando precisei deixar Dudu na creche, não queria voltar ao trabalho de jeito algum e hoje vejo com outros olhos… não apenas pelo trabalho, mas por voltar a ser a Denise, de ver vitrines, pessoas diferentes, falar de outro assunto que não seja maternidade e etc…
    Não vou negar que até hoje sofro com saudades, com culpa e nas fases doetinhas do Dudu, mas essa é a nossa realidade amiga…
    Conte comigo e seja forte… daqui a pouco Anninha não vai querer voltar pra casa da creche…rsrsrsrs
    Beijos!

  6. jo nascimento says:

    Oi, a Maria ficou na escolinha desde 1 ano até o final do ano passado. No inicio foi muuuito dificil, não sei quem chorava mais se era ela ou eu, cheguei a dar olheiras,mas logo ela se adaptou e hoje enxergo claramente que fiz a escolha certa, ela é super independente, esperta e o mais importante feliz. Trabalhando pude dar pra ela muitas coisas que só o dinheiro de mãe pode comprar(coisas superfulas )e ela teve uma mãe mais saudavel,agora tive a oportunidade de ficar em casa, mas pra ser sincera sei lá se vou conseguir por muito tempo…
    Vai com coragem e segurança pois com certeza é o melhor pra ela!
    beijinhos

  7. Grauce says:

    Ai Than, imagino como deve estar esse coração…

    Olha, não é egoísmo não. Acho que SIM, é o melhor pra ela. É melhor porque ela vai fazer novos amiguinhos, vai ter com quem brincar, vai desenvolver.

    Um exemplo que aconteceu na minha família e vi vc relatar da Anna. Tenho uma prima que, quando tinha 2 anos, não falava nada. Aconselhada pela fono, minha tia colocou ela na creche e em semanas a Lourena falava tudo.

    Sei que é uma fase difícil e cedo ou trade aconteceria. Daqui uns anos ela teria mesmo que ir pra escola.

    Você vai trabalhar pra ela tb. Por isso não é egoísmo. Seu dinheiro irá pra uma boa educação, bons alimentos, boas roupas, mais diversão, mais conforto.

    Ano que vem me verei como você. Quero colocar o Junior na creche pra trabalhar.

    Than É PRO BEM DELA, PRO FUTURO DELA.

    Força ai amiga. Estamos aqui, tá.

    Beijo!

  8. Val says:

    Than, o q vc disse resume tudo. Crescer DÓI. Mas todo mundo cresce!

    Nascer dentes dói, deixar a fralda pra usar o peniquinho é chato pra caramba, dever de casa é um saco. Mas todo mundo TEM que passar por todas essas coisas. Se vc não fizer isso agora, vai acontecer quando ela for pra pré escola. Não tem jeito, Than, faz parte do crescimento passar por frustrações…

    Vai ficar td bem!

    beijos!

  9. Lu do Deninho says:

    Ai amiga…..se eu pudesse ia ficar em casa com a Julia até ela completar 2 anos, que é a fase que já esta entendendo mais as coisas e qd explicamos que ela vai para a escola ela vai entender um pouco mais e assim ser facil.
    Eu não teria coragem de deixar se ela esta se mostrando tão avessa a creche, é uma mudança muito grande de rotina para um bebê de 1 ano e meio só, ate agora era somente mamãe e agora um monte de crianças e tias quer nunca viu….
    Vc poderia tentar uma escolinha de meio periodo só, para ela ir se acostumando aos poucos.

    Eu trabalhei de babá qd era mais nova e a criança foi para a escolinha e chorava horrores tb, isso com 2 anos, e foi assim ate o fim do prezinho…..
    Tenho pra mim que se ela tivesse uma adaptação mais facil não tinha durado tanto esse choro….

    Força amiga, escuta seu coração !!!

    bjuss

  10. Nossa Princesinha Yasmin says:

    Olá querida! a Yasmin também está indo na creche a tres semanas e até hoje ainda chora, sei que ela está sendo super bem tratada lá e é isso que me deixa tranquila. Nos primeiros dias também pensei em desistir pois também me sentia assim como você, mas a semanas se passaram e eu ví que as coisas estão melhorando apesar de ela ainda chorar. São pessoas estranhas e é assim mesmo que eles reagem, mas se você tirar ela agora pode ser que ela dê mais trabalho ainda quando for ter que coloca-la novamente.
    Força mulher a Anna vai ficar bem sim logo logo ela acostuma.

  11. Faça ou Desfaça says:

    É o começar do “cortar o “cordão umbilical”.
    Sofremos bem mais que a própria filha. Pra ela é um começar diferente, de alegria mesmo que choerando muito mas saber que a mãe e o pai estarão lá pra pegá-la no fim do dia..
    Qualquer coisa nova não é assim tão bom , mas a gente se acostuma..bem, em parte…Ainda sinto isso tudo de pensar na minha Tatica longe de mim, que não posso mais pegá-la, ficar juntinho dela..Tem suas compensações: a Bruna, Luiza e Clarinha..claro que o genro Bernardo tb..e sabe que ela conseguiu construir seu mundinho tão desejado, tão do jeito dela e como quis que fico feliz por ela e em paz comigo mesmo..É a vida minha linda..”faz parte”..um dia a gente chora, se descabela, outro rimos e pedimos a Deus que ilumine toda a vida das filhas lindas que temos.
    Bjkas da titia mais querida

  12. Bruna says:

    Oi Than,
    você pediu sinceridade e vou ser sincera tá… Se não concordar comigo finge que não leu!
    Eu só colocaria a Anna na escola antes dos 3 anos se fosse impressindível eu trabalhar….
    e aí ficam umas perguntas, responda mentalmente e só.. eu já fiz essas perguntas pra mim mesma 6 meses atras e você sabe o resultado né!
    - Para que você precisa trabalhar?
    - O Airton sustenta a casa?
    - Seu salário seria para pagar conta ou para superfulo?
    - Você acha que a escola dará a Anna o que você é capaz de dar?
    - Você acha que você pode dar a Anna o que a escola é capaz de dar?
    - Você acha que a Anna é mais feliz em casa ou na escola?

    E na minha opinião é a última pergunta que o bicho pega…. Assim, eu tenho certeza de que ela não se sentirá traumatizada, de maneira alguma por ir a escola… mas, acho tb que ela seria mais feliz em casa com vc…

    Que ela será mais esperta indo a escola é certeza… que terá mais amiguinhos tb é certeza… mas do que uma criança de 15 meses precisa? De esperteza e amigos ou de afeto de de mãe?
    Não sei Than, seu sei te te deixarei confusa com meu comentário, mas gosto muito de vc e ainda mais da Anna… não pude deixar de ser sincera tá… desculpe.

    Agora se trabalhar é o único jeito de sustentar a casa, aí são outros 500….

    beijos
    pede pra Deus te orientar amiga…
    Bru

  13. Ana Paula says:

    Só passando para saber, mas tem coisas que precisam ser feitas, não é? Para não sofrer, tente pensar de maneira mais prática: vc precisa trabalhar e Anna tem que ir à Creche.

    E acho, sinceramente, que isto não vai causar danos emocionais a ela não. Daqui a pouco ela vai voltar pra casa contando como foi o dia e vc vai ver que valeu a pena.

    OUtra coisa: não leve muito em consideração o que as pessoas falam. Só a gente sabe o que se passa na nossa família. E se Anna estiver realmente mal, não se adaptando, tem outras opções. POrque na vida sempre tem o plano A, B e C.

    Chora não, Than. Acho que no fundo a gente sofre mais do que eles (espero que eu esteja certa!!!).

    Bjss

  14. Escolhendo o sexo do meu bebe. says:

    No começo é assim mesmo amiga, a fase de adaptação é dolorida, mais pra nós do que pra eles, pois ficamos a pensar neles o dia todo e la na creche quando se passa alguns minutos pronto, ja estao a brincar com os amiguinhos e os brinquedos…procure ser paciente e tudo vai dar certo vera….e ela vai adorar a escolinha!!!

  15. Andrea Fregnani says:

    Than, eu não consigo nem de longe imaginar o que vc está passando…
    Aqui em casa decidimos que Alice só vai pra escolinha ano que vem, com 2 anos e meio, ela já fala bem com 1 ano e 7 meses, então acredito que poderemos saber melhor o que se passará pela cabecinha dela, mas foi uma decisão muito discutida e pensada por aqui, é o que cabe pra nossa família, e estamos muito tranquilos com essa decisão, mas cada família tem as suas necessidades, esse tipo de decisão será sempre difícil e do casal, muita força pra vcs, espero que fique com o coração em paz logo,
    bjs

  16. Cláudia Leite says:

    É Than, crescer dói mesmo.
    Mas saiba que isso não é nada perto de tudo oq ue ela ainda vai enfrentar!
    Porque vc acha que está sendo cruel? Na idade da Anna não vi nenhuma criança entrar na creche e não estranhar, chorar, é normal. Isso não traumatiza, se não já teriam estudos provando isso e não fariam a adaptação nessa idade.
    Não te acho egoísta, não mesmo. Se vc volta à trabalhar poderá oferecer um presente e um futuro melhor pra sua filha.
    Se ficamos muito tempo paradas nos desatualizamos, tanto em questões do trabalho quanto em questões salariais, e aí parece que paramos no tempo. Você não vai deixar de ser mãe ao voltar à trabalhar…
    Olha, se for como foi comigo, voltando à trabalhar você curtirá bem mais os momentos com a Anna, dá uma saudade tão grande, aí queremos compensar todas as horas afastadas e nos agarramos com tanta força, temos mais paciência… o que vale é a qualidade do tempo que passa com ela.
    Para mim, a decisão que você tomou é maravilhosa. Agora, a gente chora messsmo viu? Chorei muito mesmo a Bella não estranhando (porque entrou muito cedo).

    E enquanto a Anna não ganha irmãozinhos, ela vai aproveitando a companhia de outras crianças. Ela vai criar laços na escolinha e depois vai ser difícil é trazer ela embora…rsrsrs

    Bjão em vcs!
    E

  17. Blog da Pandinha says:

    Sabe amiga, a gente já conversou nesta semana e já te dei meu depoimento. Que criança que vai pra escola se desenvolve MUITO MAIS do que as que não vão, que é bom pra AL, e blábláblá Whiskas de sachê. Mas leia o que a tia Márcia escreveu. Escute sua madrinha, a experiência dela como mãe, avó e como educadora. Converse com sua mãe que também é igual a tia Márcia: mãe, avó e está na área da educação. E chega de ficar pedindo opiniões por aqui, pq mães inexperientes de 1a. viagem, podem acabar confundindo vc! Pronto, falei! Amo vcs!!!!

  18. Usei a conta do maridão ok? Bjs. says:

    Ai meu Deus que drama! Sinto muito por vc estar sofrendo, mas te garanto que isso é neurose de mamy. Ela vai amar estar com outras crianças, ela PRECISA estar com outras crianças. Se te custa tanto, coloque meio período e tente o integral quando começar a trabalhar de fato. Não podemos superproteger nossos pequenos. Daqui a pouco virão as mordidas e viroses, se prepare e tente ser forte!

    Bjs

  19. Daniela e Edimar says:

    Than
    Sei que é dificil mas vou ser curta e grossa: desencana!!!
    Sabe porque to falando isso? Tenho o exemplo vivo em casa: minha mãe! Ela parou de trabalhar qdo eu nasci. Ficou comigo até eu fazer três anos. Pelo meu pai ela nunca mais trabalharia (no seu caso vc tem o Airton a seu favor!). Ela enfezou e falou q ia voltar. Eu tb sofri com a adaptação ela conta. Mas hoje ela se arrepende amargamente por esses 3 anos fora do mercado de trabalho! Um dos motivos: aposentadoria. Ela já podia estar aposentada hj se não fosse isso.
    Por outro lado, por uns anos meu pai ficou desempregado e ela sustentou a casa; e 30 anos depois meu pai deu-lhe as costas e foi embora. Imagina se ela nunca tivesse trabalhado? Iria viver de que?
    Então, desculpa as comparações pq não quero que nada disso aconteça contigo, rs, mas pense bem e se acalme, vc está seguindo a vida! Vc não é só mãe, é mulher tb!
    E a Anna terá bem mais conforto e oportunidades com vc e o Airton trabalhando, pensa bem!
    Fiquem com Deus e se precisar conversar to por aqui!
    Beijão!

  20. recresto says:

    than, mas vc já tem emprego em vista? pq vc ñ espera algo concreto pra então colocar ela na escola?
    vc pediu sinceridade, então vou dar minha opinião e falar de como é aqui…
    marina ta com 2 anos e 2 meses e vai começar na escola só na metade do ano…hj eu vejo q está começando a surgir essa necessidade, do convivio com outras crianças e etc, antes disso ñ…como diz o pediatra dela, até 2, 3 anos a criança ñ precisa de nada, NADA, além da família…ele defende q ñ há benefício imprescindível da escola nessa fase (a ñ ser por necessidade dos pais, claro!)…sei q muita gente pode discordar disso, enfim…
    outra…essa historia q criança q vai pra escola é mais esperta eu acho meio balela, minha filha fala td, é super sociavel, acho q isso depende de ESTÍMULO, independente de ser na escola ou em casa…

    imagino como vc deve estar confusa e sofrendo…na verdade eu acho q a gente sofre mais q eles né…pense com seu coração e desejo q vc consiga tomar a melhor decisão p/ td mundo.

    bjs

  21. Carol Satyro says:

    Como diria minha avó, cada um sabe onde seu calo aperta Than. Você, e só vc sabe o que é melhor para seu bebê. Seu coração vai te dizer o que vc deve fazer. Escuta ele com muito cuidado. Só lembre-se de que estando feliz, Anna tbm estará.

    beijos e te cuida

  22. Josiane says:

    Oi Than,
    Olha não sou mãe ainda mas sou filha de uma mulher guerreira e batalhadora que foi mãe solteira e precisou voltar a trabalhar após o meu nascimento me lembro que eu também chorava muito e esperneava pra não ir a escola, mas minha mãe foi forte e me manteve na escolinha até eu me adaptar tenho certeza que o mesmo que você está sentindo ela também sentiu mas se manteve forte e hoje só tenho a agradecer a ela, tenho muito orgulho e admiro muito as atitudes que ela tomou em relação a minha educação não sou a favor da mulher ficar em casa cuidando de filho e perder a vida social ( mais essa é a minha opnião que fique bem claro) resumindo fique tranquila com o tempo a Ana se adapta e no futuro ela vai ter um orgulho enorme de ter uma mãe batalhadora como você assim como eu tenho muito orgulho da minha mãe bjus.

  23. Marcelly says:

    Oi Than !
    Ain minha amiga coração de mãe é fogo né, e sinceramente eu tó achando q as nossas opniões estão te confundindo mais ainda, mas, enfim…
    Bom, vc sabe q eu tenho dois filhos né, o Gabriel de 9 e a Duda têm 5 anos, então, acho q eu não sou uma mãe inexperiente né ?
    Eu amaria não precisar trabalhar e ficar só labendo a cria, mas, isso nunca foi possível, então ambos tiveram q ir prá creche cedo!
    Infelizmente o salário do meu esposo não dá prá sustentar a casa sozinho, sem contar q eu amo poder sair e comprar o q eu quiser para os meus filhos sem ter q ficar pedindo grana ao marido !
    E com certeza Anna não vai ficar traumatizada por causa disso, desencana viu !
    Então, eu acho q vc têm q se fazer a seguinte pergunta:

    - Eu realmente preciso trabalhar fora ?

    Qdo, vc tiver essa resposta, acho q vc conseguirá resolver essa questão !

    No mais, tó aqui na torcida viu !

    Bjka !

  24. A mãe do Matheus" says:

    Ai amiga não é egoismo não, ela ta crescendo e olha o Matheus chorou depois que se adaptou kkk foi ao contrario, sei bem como é isso, mais pode ter certeza ela vai amar daqui a pouco e você vai ver que fez a coisa certa :D
    beijinhos

  25. Rafaela says:

    Eu sempre fiquei na creche e não me sinto traumatizada, pq eu sabia que minha mãe precisava trabalhar, tanto pelo dinheiro e por sua realização. Ficaria triste em saber que ela não foi feliz por minha culpa, isso sim, rs.
    Sobre a revista, sabe que a revista da gravidez tbm foi a minha preferida? Adorei, porém emprestei para uma amiga que na época estava com 15 anos e gravida, achei que ela me devolveria depois, mas ela nunca devolveu e ainda por cima perdeu!
    Depois disso nunca mais emprestei e na minha coleção só falta essa :(
    Bjus
    Uma ótima semana para vc!

Deixe uma resposta