A minha opinião, HOJE, sobre a cesariana!

12/01/2010

Percebo q muitas gravidinhas na blogosfera, tem dúvidas, medos qdo o assunto é o parto. Eu tb tinha, lia tudo q era matéria sobre o assunto, me arrepiava a espinha só de pensar nisso, mesmo sabendo q eu ia ter q passar por ele, querendo eu ou não, ele aconteceria. Fato né. Mas mesmo assim, era meio surreal pra mim pensar nisso.
Eu imaginava um milhão e meio de coisas, dentre essas coisas, muitas coisas ruins, tragedias, etc e tal. (isso pq eu tive a Anna antes do episódio Carolina Dieckmam em Passione…rs). E ficava extremamente deprimida pensando q a minha hora estava chegando…
Eu percebo essa ansiedade em muitos posts de muitas gravidinhas tb!
Por isso resolvi fazer esse post. Falando sobre parto (não o relato do meu, pq isso eu já fiz aqui..).
Daí q todo mundo sabe  q eu queria parto normal. Mas vou ter q admitir q eu queria PN por medo mesmo de me submeter a uma cirurgia, e não pelo “glamour” q tanto falam. Not. De jeito nenhum. Era medo mesmo.
Mas o tão “sonhado” PN nao aconteceu pq simplesmente meu corpo não reagiu pra isso. E sim, se meu parto fosse há 80 anos atrás, existiriam VARIAS complicações q hj, por causa da cesariana, não existiu.
Não tive dilatação, e todo mundo sabe q é justamente a dilatação q faz o bebe sair! Meu útero estava alto. Bem alto. Impossivel nessa situação tb fazer um PN. Ou seja né, ou era cesarea, ou era cesarea.
Daí comecei a me conformar com isso.
Nunca me senti menos mãe pelo fato q teria q fazer uma cesariana. Acho isso uma besteira, mas fiquei meio frustrada sim pelo fato de não fazer minha filha nascer de modo “natural”, do jeito q a natureza dita e tb pelo fato de não ter sentido as dores do parto.
Bom, eu fiz uma cesariana e posso falar com toda sinceridade do mundo??? AMEI! Não faria um PN hj não.  Pq eu descobri (ok, já sabia disso fazia tempo…rs) q eu sou muito intolerante à dor. E PN significa, sem generalizar lógico, sentir dor. Já a cesariana não. E qdo eu digo não, é pq eu não senti dor alguma. Nem antes (óbvio..rs), nem durante (ainda bem…rs) e nem depois.
Pra mim foi a melhor escolha, a melhor coisa. Fora q foi mega rápido, da hora em q eu entrei no centro cirurgico até ela nascer foram no mááááximo 20 minutos!
Claro q existe um pós operatório, como em qlq cirurgia e até no PN. Um periodo em q não se pode levantar, andar, falar, etc e tal. Mas sinceramente isso é o de menos.
O q eu posso falar é q hj eu sou a favor ao PC. Mesmo. Podem falar o q quiserem. Eu brinco q fazer um canal no dente dói muito mais do q ter um filho de cesariana! Sem exagero!
Essa foi a minha experiencia, claro. Tem mulheres q odiaram fazer cesarea coisa e tal. Eu amei. Achei tudo simples, rápido, fácil, indolor. Nem a anestesia doeu pra aplicar, nem o soro, nem nada disso q me diziam ou q eu costumava ler por ai. Fora q a minha maior aflição nessa história toda, era não sentir as minhas pernas durante algumas horas. Bobaaaagem total. Claro q eu não senti nada, mas ao mesmo tempo sentia sim, dificil entender, mas eu sentia. E isso não me desesperou. Não senti falta de ar (muitas mulheres relatam falta de ar durante o parto pq a anestesia tb adormece o diafragma, dando a sensação de dificuldade de respirar…), nem dor de cabeça, nem coceira, nem tontura, nem vomitos, nada!!!! A unica coisa, como vcs sabem, foi a tremedeira. Muita, mas tudo suportavel e nada q atrapalhasse tb!
Por isso eu falo. Ng é menos mãe ou menos mulher pq não teve um PN ou pq não sentiu as tais dores do parto….não existe isso! Muita gente acha q o bebe se assusta qdo nasce, pq não ta preparado e tiram ele no susto. Ok, teoria até inteligente e coerente, mas de verdade, teoria infeliz, pq na minha opinião, o bebe se assusta em qlq situação, sendo PN ou PC. Imaginem, ele ta lá no escurinho, no quentinho, e de repente ter q sair. Sendo empurrado pela natureza ou pela mão do médico. É assustador em qlq das duas situações. Ele vai ter q encarar uma nova situação do mesmo jeito. Luz, gente cutucando tudo q é buraco dele, vozes, enfim….isso independe do parto!

Por isso, se vc ta gravida e com medo do parto, (se for cesariana claro, qdo o assunto é PN eu não sei né, não passei por ele!) não tenha!
Hj, depois de um mês, estou ótima. Não dói (nunca doeu!) a cicatriz, sem pontos e caminhando pro sumiço! Ela é lááá em baixo, não aparecerá nem de biquini, nem nada. É pequena, discreta, enfim!

(na vdd eu fiz esse post pq qdo eu tava gravida, eu vivia procurando na net algum post q falasse sobre a cesariana e tal, sem ser relatos de parto. Algo q me “acalmasse” um pouco e nunca achei! Então decidi fazer esse post pra quem sabe, ajudar alguem né!)

Beijos

17 Comentários

  1. • déia musso • says:

    Apoiada!

    Parto normal não tem nada de normal, é ANORMAL!

    Minha GO já colocou na minha ficha “cesárea pré agendada” e pronto acabou….ela ainda me garantiu que a cicatriz some, que é com cola, uma cirugia plástica!

    Bem capaz mesmo, as “parto humanizado” que me perdoem mas viva os avanços da tecnologia e da medicina! A essas alturas do campeonato eu quero é não sentir nenhum pingo de dor, isso sim…rs

    Até meu marido hoje em dia concorda que parto normal não rola, pode ter mulher que não sofre e tem PN super fácil e meus parabéns à elas, pra mim nunca esteve nos planos! rs

    Se prepare que este post seu vai polemizar amiga…mas to contigo e não abro! Em nenhum sentido!!!! hauahau

    Bezinhos nossos

    Deínha e Lilo ♥

  2. Cláudia Leite says:

    Than,

    Obrigada por partilhar tua experiência e opinião com a gente. A primeira vez nos deixa ansiosa e cada um reage de uma maneira neh, espero que para mim seja tranqüilo como foi para vc, pois acredito que meu parto será cesárea.

    O PN sempre me atraiu, especialmente os naturais, mas a mulher deve se preparar pra isso… iniciar exercícios de alongamento e contração da região pélvica ajudam para a hora do parto, além de exercícios de respiração, fazer um plano de parto e tals… há muita coisa que se pensar e fazer antes disso. Não é tão simples neh. Pois as mulheres de hoje não estão tão preparadas quanto nossas avós e bisas, nós somos sedentários e isso dificulta tudo.

    Mas o que espero é que seja da melhor forma, como foi para vc. E o que mais me aflige na cesárea e não poder cuidar da minha pekena desde os primeiros momentos, ficar limitada sabe? Especialmente quando se têm apenas o marido para estar comigo…

    Bjão!

  3. Carol says:

    querida, acho ótimo esse debate, sabia? fico feliz de poder ler as experiencias de todo mundo, assim vou fazendo a minha cabeca.

    mas tenho total certeza que, no final, nao será o parto ideal, mas sim o parto possível! e to preparada pra gostar dele como for!

    beijao!

  4. Carol says:

    Bom amiga, eu super apoio né… Não que seja contra PN, mas tem desvantagens tanto quanto uma cesárea…
    Tbm não senti dor nenhuma.. Pra mim, foi ótima!
    Beijos em vcs

  5. Amanda says:

    Than, maravilhosa sua ideia de compartilhar suas impressões sobre o parto! Desde o primeiro momento sabia que queria cesária, por puro medo do inesperado, da dor e das dificuldades que o PN pode ter. Na minha cabeça, com a cesárea há mais controle, fico mais tranquila.
    Afinal, acredito que o melhor parto é aquele que traz o neném com mais saúde e segurança, e isso depende mto do estado emocinal da mamãe, né?
    Eu não acho que encararia um PN, tô torcendo por uma cesárea SIM!!!

    Bjinhossss

  6. Renata Keli says:

    Oi flor
    Parabéns pelo post! Esclarecedor!

    Sempre sonhei e desejei o PN, mas na hora, só Deus sabe!! Além de tudo, tem mulheres que, como vc, não tem dilatação…

    Eu só tenho uma dúvida: tenho duas cunhadas, uma vez PN e a outra PC. A que fez PN voltou logo ao corpo normal, já a que fez PC, não…mesmo após 7 anos..!!
    Qual é a sua opinião?

    Bjks

  7. Michele says:

    Querida, acabo de sair de uma cesária e tive que fazê-la pelos mesmos motivos que você. Meu útero estava alto demais e eu não tinha nenhum sinal de apagamento do colo do útero nem dilatação, já com quase 39 semanas. Meu médico disse que eu chegaria fácil nas 42 semanas e, ainda assim, a bebê provavelmente não nasceria!

    Enfim… minha recuperação está sendo boa, sinto apenas um pouco de dor, mas consigo fazer de tudo… claro que evito me esforçar, subir escadas etc… os cuidados de uma cirurgia. Mas hoje posso dizer que não sou nada contra! O que importa é o parto, seja ele natural ou cesário, ser bom E VIÁVEL tanto para a mãe quanto para o bebê.

    Afinal, como você disse, o que seria de mães como nós se não houvesse essa possibilidade?

    Um beijo grande!

  8. Gi says:

    Oi Than. Tudo bem?
    A filhota tá lindíssima hein. Parabéns!
    Amiga vou excluir o Blog da Gi, mas já criei outro o Acreditar Sempre! gigonsalles.blogspot.com.
    Poderia me enviar um e-mail convite pro endereço gigonsalles@gmail.com
    Assim posso continuar te seguindo.
    Beijos

  9. aninha says:

    Oi Than
    Que saudade de vc e dos seus posts… eu to mega sumida, mais saiba que de vez em quando venho aqui ver novidades dessa sua filhota que esta cada dia mais linda e cada dia mais a sua carinha!!!!
    Seus posts são lindos, cheios de sensibilidade e carinho, e com vc eu percebi, como as pessoas mudam, para melhor, quando tem um filho.
    Se antes vc já era maravilhosa como pessoa, hj não tenho palavras para descreve-la, e isso que eu só te conheço pelos posts!
    Que Deus abençõe mto sua familia linda e que 2011 seja um ano maravilhoso para vcs, como sera para mim se Deus abençõar!
    bjO
    MANDE NOTICIAS!

  10. Ale says:

    Suuper te apoio!
    Ninguem é mais mãe ou menos mãe por isso, aff
    O povo exagera nas besteiras.
    Se a pessoa quer fazer pn, otemo, vai la faz, sente dor e fica feliz, se não (assim como eu), faça cesaria e pronto!
    Eu não sou contra o pn, nem super a favor da cesaria, mais acho que as pessoas tem que fazer o que sente mais a vontade, sem essa pressão toda de “o que é certo etc”

    Prontofalei rsrs

    Bjaooo saudades

  11. Julia says:

    Olá Than, primeiramente vim agradecer pela visita no meu blog, obrigada, mas agora vamos falar sobre o tema do seu post!

    Assim como vc eu sou intolerante a dor, a idéia de que ficarei lá com dor – e me desculpem as humanizadas de plantão, mas não me venha cm a história que são abraços apertados do útero no bebê antes dle sair que comigo não cola – não me agrada nem um pouco!
    Sou da opinião que cada uma sabe o que faz, se sente segurança em uma cesarea pq não ? O corpo é dela, o médico é dela, o filho é dela, pra que se meter ? Detesto xiitas de plantão que ficam azucrinando a cabeça alheia!
    Da mesma forma que se fulana escolheu a cesara, é problema dela, afinal, a piriquita é dela e ela sabe muito bem o que faz!
    Eu sou a favor dos dois, porém, desde que a mãe esteja consciente da escolha que fez, não sendo induzida por ngm, esboçando o desejo a partir dela, e não existe isso de ser mais mãe ou menos mãe simplesment epleo parto.
    Não tive a Yasmin ainda, mas sei que o parto perto de tudo que é a maternidade, é algo relativamente peqenininho.

    Viva os avanços da medicina que nos dão a possbilidade de escolher o que creditamos ser melhor pra nós epro nosso corpo.
    Bom seria se cada um cuidasse da própria vida né ?

    Adorei seu relato de parto, assim como sua posição pós cesariana, é muito bom ouvir experiência de quem já passou por isso!

    Confesso que tô pendendo muito pro lado da cesarea, meu único medo é que esqueçam alguma coisa dentro demim, morro de medo disso, mas pensar negativo atrai coisas negativas né, então, vou tratar de pensar positivíssimo que vai dar td certo.

    Um grande beijo pra vc e pra sua Anna Laura

    Juu e Yasmin

    P.S.: Tbm tô te seguindo!

  12. Karina says:

    Oi Than,

    Olha eu fiz cesaria tmb e não vi nenhum problema, pelo contrário tudo correu super bem, fui até o final para ter PN, mas não deu, e eu como não tinha preferência encarei tudo numa boa,rs!

    Você comentou do furo da orelha, eu na verdade liguei na maternidade onde a Duda nasceu e perguntei se tinha alguma enfermeira que furava, me indicaram uma e ela veio em casa e furou, super atenciosa, tudo certinho, não deu nenhum problema… Da uma ligada na maternidade onde Anna nasceu quem sabe eles indicam alguém…

    bjão

  13. FREE says:

    Eu não tenho NADA contra parto cesárea, o meu foi, pois tenho uma hérnia na virilha que nunca mais tinha incomodado,mas com a gestação voltou.Então por recomendação fiz cesárea,e meu esposo desde começo qria cesárea.Meu filho nasceu ótimo,hje está com 3 anos,lindo loiro e do olho azul,super saudável!Me recuperei super bem,senti dor sim,mas tudo suportável,meu leite desceu logo,parecia mais uma vaca,kkkkk.Esse ano vou engravidar de novo,com a bênção do Senhor,e farei novamente cesárea.NÃO SOMOS MENOS MÃE POR CAUSA DISSO,AMO MEU FILHO E ELE ME AMA D+! Bjão p vcs.

  14. Anonymous says:

    Obriga por compartilhar essa experiência. Estou grávida (33 semanas) e nunca imagina fazer PN. Mas parece que optar por cesárea é algo de outro mundo, recebi diversas críticas, até mesmo de que nunca teve filhos. Parto normal, nme pensar. Iso não é pra mim.

  15. anonimo says:

    Não sou mãe,mas mesmo estando bem longe disso acontecer,já optei por cesárea,concordo totalmente com vocês,gente!os tempos mudaram,não é mais necessário sofrer horrores,horas e horas,se existem meios menos sofridos,e me desculpem as defensoras do parto “normal”,ele não tem NADA de normal,é ANORMAL,já assisti vários vídeos e fiquei chocada com todos,pelo grande sofrimento,e outra questão ridícula e totalmente ignorante,é dizer que a mulher é menos mãe porque fez cesárea,gente,acordem,o tempo das cavernas acabou! Desculpem as opiniões contrárias,cada um faz o que quer,isso é o que eu acho…

  16. says:

    Oi, faz tempo que vc escreveu isso, mas eu estava procurando alguém q pensasse como eu e saísse desse fanatismo do parto normal, uma chatice, pura hipocrisia na minha opinião. Sou a favor da escolha da mãe, mas se me perguntarem sou #afavordacesarea por muitos motivos. Abraço :)

Deixe uma resposta